50 anos da primeira decolagem oficial do F-16

Originalmente lançado pela General Dynamics, o projeto do F-16 foi desenhado para a Força Aérea Norte-Americana como uma opção de caça supersônico multifunção.

O desenvolvimento da aeronave surgiu da necessidade dos Estados Unidos de ter um jato que lhe desse superioridade no ar. O fato ficou ainda mais evidente após a Guerra do Vietnã. Cinco empresas responderam com projetos de aeronave e, em 1972, ficou decidido que a General Dynamics e a Northrop dariam sequência com o desenvolvimento de seus respectivos aviões. Os contratos ficaram no valor de US$ 37,9 milhões e US$ 39,8 milhões para a produção do YF-16 e YF-17, respectivamente.

A apresentação do YF-16 aconteceu em 13 de dezembro de 1973 e o primeiro voo (não oficial) ocorreu de forma acidental. Em 20 de janeiro do ano seguinte, o caça estava realizando testes em alta velocidade em solo e começou a sair da pista. Para evitar um acidente, o piloto de testes, Phil Oestricher, decidiu decolar com o jato. O pouso aconteceu, sem maiores problemas, seis minutos depois. A aeronave sofreu alguns danos, que foram reparados rapidamente para o reinício dos testes.

Alguns dias depois, em 2 de fevereiro de 1974, o YF-16 decolou novamente e esse ficou conhecido como o primeiro voo oficial do modelo. A aeronave partiu do Air Force Flight Test Center, na Base Aérea de Edwards, na Califórnia, e voou por 90 minutos. O primeiro teste em velocidade supersônica aconteceu três dias depois e o segundo protótipo do F-16 decolou pela primeira vez em maio de 1974. Durante seu programa de testes, o caça acumulou 417 horas de voo. Paralelamente, o YF-17 da Northtrop também realizava os seus testes.

Em janeiro de 1975, ficou decidido que o YF-16 havia ganhado a disputa de qual seria o novo caça leve (Lightweight Fighter – LWF) da USAF. Custos operacionais mais baixos, melhor performance de manobras e melhor alcance o colocaram à frente do YF-17.

A USAF encomendou inicialmente 15 unidades do modelo, depois reduzindo para oito, sendo seis F-16A (um assento) e dois F-16B (dois assentos). Para iniciar a produção, o jato passou por algumas modificações e o peso do F-16 aumentou em 25% em comparação com o YF-16. Em 1975, quatro países europeus aliados dos Estados Unidos encomendaram a aeronave, totalizando um pedido de 348 exemplares, sendo 116 para a Bélgica, 58 para a Dinamarca, 72 para a Noruega e 102 para os Países Baixos.

A primeira entrega para a Força Aérea dos Estados Unidos aconteceu em 6 de janeiro de 1979 e o F-16 ganhou o apelido de “Fighting Falcon”.

Em 1993, a General Dynamics vendeu sua divisão de produção de aeronaves e o F-16 foi parar nas mãos da Lockheed.

O F-16 acabou incorporado por diversas forças armadas, ganhou várias atualizações ao longo de seus 50 anos e participou de combates globais, incluindo o primeiro combate air-to-air realizado pelo caça, em 1981, pela Força Aérea de Israel, que derrubou um helicóptero Mi-8 da Síria.

Mais de 4.600 exemplares do modelo (somando todas as variantes) já foram construídos.

-> ASSINE AQUI A FLAP INTERNATIONAL



Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vamos conversar?
Precisando de ajuda?
Olá, podemos ajudar?