Azul TecOps agora pode realizar manutenção em aeronaves com matrícula da União Europeia

A Azul TecOps, unidade de negócio da Azul criada em abril de 2023 para fornecer serviços de manutenção, habilidades e expertise técnica para outras empresas, obteve a certificação da European Union Aviation Safety Agency (EASA) para atender companhias da União Europeia em serviços de manutenção de aeronaves e componentes.

A aprovação, que tem validade de 2 anos com possibilidade de renovação, aconteceu dentro do acordo bilateral firmado entre a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e a EASA, a fim simplificar procedimentos para a aprovação de organizações de manutenção, eliminando redundâncias nas etapas de certificação e vigilância.

Segundo Flávio Costa, vice-presidente técnico da Azul, além do desenvolvimento de um manual compatível com os procedimentos da reguladora brasileira e ao mesmo tempo aderentes aos requisitos específicos da EASA, o processo de certificação também incluiu o treinamento de mais de 750 Tripulantes da Azul, entre áreas técnicas, de suporte e administrativas. “Além disso, tivemos diversas auditorias internas que validaram todos os nossos procedimentos. Ao longo dos meses, fizemos diversos movimentos de preparo e análise, demonstração e treinamento”, explica o executivo.

Ainda segundo Costa, com conhecimento operacional e know-how técnico resultante de mais de 15 anos de história e com uma frota diversa, a Azul TecOps passa a levar toda a sua expertise para o exterior. “Os serviços que antes tínhamos apenas a operadores brasileiros agora poderão ser oferecidos em toda a União Europeia, o que representa não apenas possibilidade de captação de novos Clientes, mas também um potencial enorme de geração de receita”, afirma Flávio Costa. “A aprovação EASA é uma chancela de qualidade e excelência dos nossos serviços”, completa.

O principal hangar da Azul está localizado ao lado do aeroporto de Viracopos, em Campinas. Este, que é considerado o maior hangar da América Latina, com 35 mil metros quadrados, completará quatro anos de operação no final deste mês. Hoje, tem capacidade produtiva para atender três linhas de heavy maintenance, uma linha para modificações e duas linhas de paradas especiais para todos os modelos da frota da Azul. Além de receber aeronaves para manutenção, o complexo conta com dezenas de oficinas, entre elas a de rodas e freios, motores, estruturas, baterias, oxigênio e equipamentos de emergência. Nele, também são realizados diversos serviços especializados, tais como boroscopia em motores, pesagem de aeronaves, NDT, leitura de dados de CVR e DFDR, confecção de placares e adesivagem, dentre outros.

Essa aprovação pela EASA também abrange as instalações de manutenção da empresa em Belo Horizonte, no aeroporto de Pampulha, onde a Azul conta com outros hangares para a manutenção de aeronaves, e diversas oficinas. Ao todo, são mais de 14 mil metros quadrados que são ocupados para o atendimento das frotas ATR, Embraer 195 E1, Boeing e Pilatus, totalizando cinco linhas de manutenção pesada, paradas especiais e preservação.

-> CLIQUE AQUI E ASSINE A FLAP INTERNATIONAL

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vamos conversar?
Precisando de ajuda?
Olá, podemos ajudar?