31 anos da primeira decolagem do Saab 2000

Há exatos 31 anos, acontecia o primeiro voo do Saab 2000. A fabricante sueca decidiu criar o modelo após o sucesso do Saab 340, turboélice que entrou em serviço no ano de 1984 e teve 459 unidades fabricadas.


Com quase 28 m de comprimento e mais alongado que seu precursor, o programa do Saab 2000 surgiu em 1988 com a ideia de uma aeronave para o mercado de 50-60 assentos. Logo após o lançamento, a fabricante acumulou 46 pedidos firmes e mais 147 opções de compra.

Foto: Ronnie Robertson

No dia 26 de março de 1992, o protótipo do então novo turboélice sueco decolou pela primeira vez. No comando estavam os pilotos Eric Sjöberg e Lennart Nordh. Durante o primeiro voo teste, alguns problemas foram identificados em relação ao fluxo de ar proporcionado pelos potentes motores Allison GMA 2100. A questão atrasou o projeto e a Saab trabalhou para solucioná-la e aprimorar sua nova aeronave.

Com o problema resolvido, o turboélice recebeu sua certificação em 1994 e a primeira entrega aconteceu em agosto daquele ano. A suíça Crossair foi a empresa lançadora do modelo com a chegada do HB-IZC.

Foto: Aero Icarus

O Saab 2000 ganhou o apelido de “Concordino” fazendo uma alusão ao supersônico Concorde. Seus poderosos motores o permitem voar a uma velocidade de até 682 km/h, bastante superior à dos turboélices da época, como o Fokker 50 ou ATR72.

À frente do seu tempo, o bimotor, no entanto, não teve o desempenho comercial projetado pela Saab. Somente 63 unidades foram produzidas e a fabricação do modelo se encerrou em 1999. Empresas como a FlyBe, SAS, Air France, Loganair, entre outras, operaram com o turboélice.

Hoje, existem cerca 30 exemplares do Saab 2000 ainda ativos voando em 7 diferentes operadores.

-> ASSINE AQUI A FLAP INTERNATIONAL

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vamos conversar?
Precisando de ajuda?
Olá, podemos ajudar?